• Alan Mortean

Dica: redes para viajar

Atualizado: Abr 8

Com a internet, viajar ficou mais fácil, tanto para o turismo convencional como para o turismo alternativo de baixo custo.

Chamamos de turismo convencional viagens geralmente curtas (menos de um mês) que as pessoas fazem uma ou duas vezes ao ano, onde se gasta o dinheiro acumulado com o trabalho desde a última viagem. O turismo convencional é realizado em conhecidos destinos turísticos e envolve hotéis, aviões e restaurantes, e um dos principais objetivos dos turistas é o descanso.

Chamamos de turismo alternativo de baixo custo viagens que as pessoas fazem dormindo em hostels, hospedagens gratuitas e/ou acampando. Nessa forma de turismo, poucas vezes se come em restaurantes, e muitas vezes se prepara a própria comida ou se come nos lugares mais baratos. Estão incluídos nessa forma de turismo o cicloturismo e o mochilão, e um dos principais objetivos dos turistas é conhecer culturas e belezas naturais.

Cicloturismo: o cicloturismo (viajar em bicicleta) se encaixa numa concepção geralmente diferente de outros esportes, por não estar focado na competição. “... o cicloturista não está procurando recordes ou grandes velocidades, ele está procurando desafio, recreação e conhecimento. ” (Ferreira, 2014).

Mochilão: recebe esse nome porque os viajantes, os mochileiros, geralmente jovens, viajam com grandes mochilas nas costas, onde levam tudo o que necessitam. A hospedagem clássica para os mochileiros são os hostels.

Numa viagem de turismo, os custos principais podem ser classificados em cinco tipos: transporte, hospedagem, alimentação, compras, turismo/diversão, e o item hospedagem tranquilamente pode ser o mais caro de todos.

Nesse sentido, há boas opções para viajantes que querem sair do turismo convencional (e mais caro), dormindo na casa de pessoas que geralmente tem experiências de viagem pelo mundo, ou simplesmente gostam de receber pessoas em casa e compartilhar saberes. São redes, baseadas na solidariedade recíproca; geralmente as pessoas que hoje estão recebendo viajantes em sua casa já viajaram e foram recebidas por outras pessoas em outros lugares. Muitas vezes (mas não sempre) são viajantes com bastante cultura e visão de mundo, das classes média e média alta; então não é uma maneira de conhecer as pessoas da classe baixa da população. Essas redes são: Couchsurfing, Warmshowers, Workaway e Helpx, todas acessadas através da internet; até mesmo o Facebook pode ser utilizado.

Mais que economizar o dinheiro da hospedagem, essas redes são uma maneira de conhecer pessoas que vivem no lugar, conviver com elas, fazer trocas culinárias, conhecer sua música, falar sobre política...enfim, há um mundo de possibilidades. Assim, pode-se ir além dos roteiros turísticos tradicionais.

Em nossa viagem pela América Latina, o Projeto Ciclos, temos usado essas redes constantemente, e sempre fomos muito bem recebidos por nossos anfitriões.

Saiba mais sobre cada uma delas:

Couchsurfing: www.couchsurfing.com.

O que é: uma conhecida rede de hospedagem gratuita mundial;

Benefícios: hospedagem, troca de cultura

Cadastro: gratuito.

Warmshowers: www.warmshowers.org.

O que é: uma rede de hospedagem voltada para cicloturistas;

Benefícios: hospedagem entre ciclistas ou cicloturistas, troca de cultura

Cadastro: gratuito.

Workaway: www.workaway.info.

O que é: uma rede mundial de trabalho voluntário, onde as oportunidades estão separadas por países e regiões dentro dos países. São trabalhos em zonas rurais, com agricultura tradicional ou orgânica, em hostels, ajudar na construção ou reparação de casas, cuidar de crianças, trabalhos com turismo, etc, trocando o trabalho por hospedagem e alimentação. Geralmente o tempo de estadia mínimo requerido é de algumas semanas. Os idiomas da página são: inglês, espanhol, francês e alemão.

Benefícios: hospedagem, alimentação, cultura, aprender um novo trabalho ou desenvolver uma nova habilidade

Cadastro: pago. É possível fazer uma conta para duas pessoas que viajarão juntas.

Helpx: www.helpx.net

O que é: uma rede mundoal de trabaho voluntário parecida com o Workaway. O idioma da página é inglês.

Benefícios: hospedagem, alimentação, cultura, aprender um novo trabalho ou desenvolver uma nova habilidade

Cadastro: pago. É possível fazer uma conta para duas pessoas que viajarão juntas.

Facebook: www.facebook.com.

O que é: sim, o famoso Facebook também pode ser usado para conseguir hospedagem. No nosso caso, entramos em dois grupos de cicloturismo do Chile e contamos que estávamos no país viajando em bicicleta e que buscávamos sugestões de rotas para fazer e lugares para dormir; muitas pessoas nos escreveram oferecendo dicas de percurso, lugares para dormir gratuitamente, visitas guiadas, e até nos ofereceram uma bicicletaria gratuita para reparar as bicis.

Benefícios: depende da ocasião

Cadastro: gratuito

-----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Referências:

FERREIRA, A. O. Conceito de Cicloturismo. Em: <http://www.olinto.com.br/index.php/dicascicloturismo/conceito-cicloturismo/>. Acesso em 17 de dezembro de 2014(a).

#dicas #OsAntípodas #trabalhovoluntário #Couchsurfing #Workaway #Warmshowers

22 visualizações

2015 - 2020 por Os Antipodas. Copyleft