• Marcela Mortean

Labirintos! Entre sentidos e arte.

Atualizado: Abr 8


Projeto Ciclos - Diário de Bordo 20

E aí, vocês vão conhecer Valparaiso?

A cidade mais linda do Chile , tem que passar por aí!

Valpo vai surpreender vocês!! Tem que ir conhecer...

Bem, estas são algumas das frases que escutamos quando entramos no Chile. A famosa cidade de Valparaiso (ou Valpo) era um destino incontestável, e com ganas de conhecê-la adentramos em seu território no dia 22 de novembro.

Como contamos no ultimo diário, a cidade nos surpreendeu sim, mas não positivamente. Havia muita sujeira nas ruas, muitos carros, sons, pessoas que corriam de um lado para outro e ficamos assustados. Mas como eu costumo dizer quando não gosto de algo que provo pela primeira vez, “temos que experimentar 5 vezes antes de dizer se realmente gostamos ou não”, e assim fizemos com Valpo.

Foto 1: Experimentando Valparaiso.

Aproveitando um final de semana saímos cedo para realizar um tour guiado pela cidade, o TOUR 4TIPS, que é a base de “propina” (palavra em espanhol para gorjeta), que é paga ao guia no final do tour. Quando estivemos em Buenos Aires, na Argentina, fizemos um tour baseado em gorjeta por lá, e a experiência foi bastante positiva, com nossa guia nos oferecendo uma visão crítica da história do país.

Aqui em Valpo, nossa guia turística sugeriu que lhe déssemos de gorjeta entre 6 e 20 mil pesos chilenos por pessoa (aproximadamente de R$30,00 a R$110,00), o que nos pareceu um valor muito alto. Partimos da praça Sotomayor, a principal praça da cidade, que já conhecíamos de nosso trajeto diário. Neste momento, com os olhos e os ouvidos abertos para todas explicações, seguimos nosso tour que começou a nos apresentar uma Valparaiso diferente; creio que foi a partir daí que começamos a perceber a beleza peculiar da cidade. Foi subindo e descendo os cerros (morros) que começamos a observar melhor e ver que além da sujeira, buzinas, e pessoas correndo, há um mundo de música, dança e cores que se somam a esta loucura e tornam Valparaiso esta cidade tão cobiçada nos roteiros turísticos do Chile. No final lhe demos 5 mil pesos chilenos, que era o que estava dentro de nosso orçamento.

Foto 2: Labirinto de Arte.

Com o passar dos dias, dos sobe e desce dos cerros, das músicas, das cores que surgiam diante de nossos olhos, “experimentamos” uma Valpo diferente e encantadora. Sua desordem, seu trânsito louco, suas escadas intermináveis, seus grafites, enfim, seu labirinto de arte é algo que faz esta cidade especial.

Não moraríamos em Valpo, porque preferimos estar no campo cercados de natureza, perto de um povoado pequeno e longe das grandes cidades e seu trânsito intenso. Mas, sim, recomendo que a conheçam, pois é uma cidade distinta das que estamos acostumados a encontrar e a visitar, diferente em sua geografia, diferente na sua cultura, diferente na sua forma de viver.

Foto 3: Familia Pinto!

E foi entre morros e cores que vivi uma das experiências mais importantes para mim na viagem até o momento: reencontrei minha amada família após 10 meses. A viagem em si é importante, pois é um sonho que eu tratei de viver; sem saber o que ia encontrar pelo caminho, acreditei que era possível realiza-la. Esta decisao foi especial para mim e marcou uma grande mudança de paradigmas para meus amados. Entenda porque: minha família sofreu com a notícia de minha decisao, pois nunca havia imaginado que alguém podia fazer tamanha proeza, sofreu com a distância, mas nos apoiou quando percebeu que minha felicidade estava em seguir. E para mim a despedida foi a parte mais dura e mais difícil, pois sempre fui muito ligada aos meus pais e às minhas lindas irmãs. Saí com o coração apertado, porém com a alma livre, com desejo de cruzar fronteiras em bicicleta.

Meus pais, com sua vida pacata e interiorana apesar de viver numa grande metrópole, nunca haviam estado fora do Brasil, nem escutado outro idioma (somente pelas telas da TV) e poucas vezes cruzaram fronteiras estaduais no país. Movidos pelo amor e pela vontade de estar com esta filha nada convencional, embarcaram num voo internacional. Este passo que dei 9 meses atrás foi importante para mim, mas também importante para eles e para toda a família, que se mobilizou para sair da zona em que vivem e se atrever a conhecer lugares novos, distantes e diferentes do que estavam acostumados.

Foto 4: Amor, Made in Brasil.

Chegaram para passar o aniversário do Alan e o Natal, trazendo a bagagem cheia de amor, saudade e comidas gostosas. Foram 8 dias de visita, em que percorremos as cidades de Valparaiso, Viña del Mar, Santiago e El Quisco, conhecemos praias lindas, visitamos museus, vinícolas, mercados... Fizeram um tour diferente, pois puderam viver o Chile em sua essência. Encheram meu coracao de alegria, pois se permitiram viver, conhecer, atrever-se, aprender... Alegria que sinto ao recordar cada sorriso do meu pai e da minha mae que estavam em extase; o novo e o desconhecido estavam bem ali diante de olhos que já viram muito nesta vida e de repente notaram que ainda há muito para se ver.

Foto 5: Familia Buscapé turistando no exterior.

A cada portunhol pronunciado por minhas irmãs, Mariana e Mayra, que tinham vontade de conversar e se conectar mais e mais e também desejavam sair poliglotas do Chile ( kkkk), a cada brinde com meus cunhados, Simao e Dante, que só queriam comemorar... a cada... cada não, a TODO instante que estiveram aqui comigo e com Alan nos dando amor, carinho e força para seguir mais alguns meses sem estar perto fisicamente, renovando nossas energias, eu sentia ao mesmo tempo uma mistura de alegria, tristeza, força, saudade...Uma mistura de sentimentos, numa cidade onde tudo se mistura, tudo se encaixa.

Foto 6: Apresentando - Pai e Mae, Mariana e Simao, Mayra e Dante, Alan e eu... Familia!

No dia 30 de dezembro minha família voltou ao Brasil e mais uma vez seguimos Alan e eu, abalados e cansados pelos últimos intensos dias. Seguimos para a casa dos nossos amigos Miguel e Sebastian, que ofereceram seu apartamento para que pudéssemos ficar e poder descansar antes de finalmente nos despedir de Valparaiso. Seu apartamento fica em um morro alto que nos permitia ter uma linda vista de toda a cidade. A virada do ano passamos olhando os fogos artificiais, famosos no país, e assim fechamos nosso ano de 2015: com alegria no coração, paz, saúde e energia renovada.

Agradecemos a todos aqueles que participaram da nossa viagem e da nossa vida, agradecemos os sorrisos da estrada, os amigos do caminho, a solidariedade dos desconhecidos, as deliciosas comidas, as lindas paisagens, aos que acompanham nossa história de longe e de perto, aos irmãos do Brasil e da vida. Este foi um ano lindo e desejamos um 2016 com tanta experiência quanto as que nos brindou este lindo ano de 2015. Obrigada e feliz ano todo!!!

Dia 268 ao 283 – 16/12/2015 a 31 /12/2015

De: Valparaiso, Chile

Para: Valparaiso, Chile

Gastos até agora: R$14711,37

Gastos por dia: R$ 52,35

Distância pedalada até agora: 3.319km

Distância percorrida de carona, de ônibus, de barco e de trem até agora: 6.841km

Furos de pneu até agora: 11

#Chile #ProjetoCiclos #OsAntípodas #família #cicloturismo #diáriodebordo #vinhedo

10 visualizações

2015 - 2020 por Os Antipodas. Copyleft